Up Dicas dos Pontos de Mergulho » Maldivas


Maldivas

O Local:

Composta por centenas de ilhas, Maldivas é um país situado a sudoeste da Índia no oceano Índico e ficou famosa nos noticiários sobre problemas ambientais por ser o país de menor altitude em relação ao mar e sendo assim, provavelmente o primeiro a desaparecer do mapa com o aquecimento global!

Apesar de ser relativamente pequeno, este país formado por quase 1200 ilhas, é extremamente disperso e deste modo, as opções de hospedagem assim como mergulho são inúmeras. Com centenas de ilhas pequenas, cada resort acaba ocupando o espaço de uma ilha inteira, tornando a experiência em Maldivas única e exclusiva além de proporcionar inúmeras possibilidade para o mergulho.

Principais Pontos Visitados:

Chega a ser covardia e injusto ter que escolher algum ponto específico em Maldivas, mesmo porque são inúmeros os locais onde é possível encontrar um tubarão ou raia que listar algum, não significa em Maldivas que será naquele que você encontrará algo específico e não em outros. Mas em todo caso, sempre existem aqueles que foram os nossos favoritos ; )

Nelivaru (Baa Atol): Local de passagem de vários cardumes gigantes de peixinhos. Ótimo para brincar de guarda de transito e tumultuar o fluxo do cardume :o)

Hani Faru Reef (Baa Atol): Não tem quase nada lá, mergulho raso, visibilidade ruim, quase nada de corais, mas algumas raias mantas dão o ar da graça! Precisaria de algo mais???

Orimas Thila (Noonu Atol): Estação de limpeza onde costuma aparecer diversos tubarões galha branca, além de raias e outros peixes de passagem. Obrigatório!

Kuredu Caves (Lhaviyani Atol): Para quem curte tartarugas, praticamente um estacionamento!

Kuredu Express (Lhaviyani Atol): Um canal onde se pode ver inúmeros peixes de passagem como tubarões, raias, napoleão. Obrigatório!

Quando ir:

Maldivas é dividido basicamente em duas estações: a seca que vai de Novembro a Abril e a estação chuvosa de Maio a Outubro.

Basicamente Maldivas pode ser visitada durante o ano todo mas logicamente o pico de visitação se dá durante o período seco. Porém, durante o período de chuvas, o tempo continua agradável e não chega a ser uma chuva de fechar o tempo e atrapalhar o mergulho. Além disso, é durante o período de chuvas que a probabilidade de cruzar com uma manta ou um tubarão baleia aumentam consideravelmente, principalmente nos períodos de pico de chuva entre Maio e Junho.

Em termos de visibilidade não ha muita diferença entre os períodos seco e chuvoso, a diferença fica por conta do lado. Dizem que o lado leste fica mais limpo durante a fase seca e o oeste na outra fase. Isso acaba tendo pouca importância se estiver num liveaboard, mas caso fique em um resort, procure escolher um atol localizado em águas mais limpas ; )

Fora o Mergulho:

As atividades fora o mergulhos dependerão basicamente do que você trouxe em sua mala. Se trouxe livros, você poderá ler, se trouxe baralho, jogar e assim por diante : )

Estando em um resort e basicamente o resort ocupando a ilha toda, só dependerá do que o resort tem a oferecer...

Como as ilhas fazem parte de um grande atol, basicamente são protegidas das marés e desta forma alguns esportes como o surf estão fora de questão. Porém um kite-surf ou windsurf podem ser uma boa pedida.

O que Levar:

Para o mergulho, uma peça de 3mm é mais que suficiente. Fora d'agua muita bermuda, camisetas leve, óculos de sol e quilos de protetor solar.

Fora o mergulho, independentemente se estiver em um resort ou liveaboard, nada além de roupas leves. Esqueça as formalidades.

Leve um adaptador universal de tomadas se tiver algo para ligar/recarregar. Nos resorts em geral as tomadas seguem o padrão britânico, nos liveaboards depende de sua origem.

Recomendo:

A não ser que sua opção seja mergulhar próximo a Male, capital de Maldivas, provavelmente você terá que pegar um hidroavião para o seu destino final. Desta forma, procure evitar malas muito volumosas, provavelmente a companhia não irá cobrar por excesso, mas existe o risco de sua mala só chegará no próximo voo disponível.

Não se preocupe em trocar dinheiro ao chegar em Maldivas, os resorts e liveaboard aceitam pagamentos em dólares americanos ou euro. Dê preferência ao dólar americano, pois inclusive os preços são fixados nessa moeda.

O país é extenso e os pontos de mergulhos são diversos, por isso dê preferência aos liveaboards para que você possa desfrutar um pouco de vários lugares, mas mesmo num liveaboard você ficará restrito a alguns atóis. Para conhecer mais atóis, a cada viagem para lá você deverá procurar um barco ou um resort que fique ou faça um rota em uma determinada região. Se ficar num liveaboard, se possível, dedique alguns dias antes e/ou depois para relaxar em algum resort.

Male é a maior ilha de Maldivas e a mais habitada, não há muito o que fazer, mas se você estiver curioso em conhecer, procure reservar de 2 a 4 horas para um rápido giro em torno dela.









Críticas e Sugestões, favor entrar em contato:

Trilhas & Mergulho